Hughes conquista direito de exploração do JUPITER 3 no Brasil

Institucional

A Hughes do Brasil, líder mundial em redes e serviços de internet de banda larga via satélite, anuncia que foi autorizada pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) a oferecer suas soluções pelo satélite de ultra-alta densidade JUPITER 3. Também conhecido como EchoStar XXIV, o JUPITER 3 é um satélite de banda Ka que está sendo construído nas dependências da Maxar Technologies, na Califórnia, EUA, com expectativa de lançamento no segundo semestre de 2021. O satélite vai reforçar a cobertura da HughesNet, serviço de internet via satélite para consumidor final, além de oferecer mais capacidade para áreas como varejo, corporativo, governos, backhaul de celulares e hotspots de Wi-Fi.


Equipado com o sistema JUPITER™ de última geração, o novo satélite vai permitir uma melhora significativa no desempenho dos serviços oferecidos pela Hughes, com velocidade de download de até 100 Mbps. O JUPITER 3 se unirá aos outros satélites de alto rendimento já em operação no Brasil, como o Hughes 65 West (Eutelsat 65 West), o Hughes 63 West (Telstar 19 Vantage) e o Hughes 20 West (Al Yah 3).


De acordo com Rafael Guimarães, presidente da Hughes no Brasil, "A aprovação da Anatel é um marco no desenvolvimento do satélite JUPITER 3 e reforça nosso compromisso de conectar pessoas e empresas no Brasil, algo que fazemos há 50 anos. Com o aumento da demanda por internet, o JUPITER 3 vai permitir que continuemos a levar conectividade a famílias e empresas brasileiras, mesmo em locais onde os serviços via fibra, cabo ou sem fio não estão disponíveis”.

A Hughes também conquistou recentemente o direito de explorar o JUPITER 3 no México. A expectativa é de que esse satélite seja utilizado para serviços na América do Norte e na América do Sul.

 

Retrospectiva
 

A Hughes chegou ao Brasil em 1968 e foi a responsável pela venda do primeiro satélite de telecomunicações brasileiro. Hoje, a Hughes é líder mundial em serviços de banda larga via satélite, e uma das principais fornecedoras de serviços de redes gerenciadas.

Além dos benefícios gerados para os consumidores, a Hughes possui cobertura nacional e um amplo portfólio de serviços e soluções fixos e móveis, personalizados e adaptados de acordo com as necessidades de cada cliente.


Em 2016, a Hughes realizou um grande investimento no Brasil, ao apostar no segmento B2C, com o lançamento da HughesNet, que usa a capacidade de banda Ka do satélite Hughes 65 West/Eutelsat 65 West. Com o lançamento desse satélite, a HughesNet passou a cobrir 85% da população brasileira, levando os benefícios do acesso à internet a custos acessíveis para clientes e empresas que não estavam nas áreas de alcance dos serviços de banda larga terrestres.


Em 2018, a HughesNet expandiu sua cobertura para mais de 5 mil cidades e alcançou 90% de todo o território brasileiro. Isso foi possível por causa do lançamento do satélite Telstar 19 Vantage (Hughes 63 West), que reforçou o compromisso da empresa de construir um futuro conectado para pessoas e empresas no Brasil.

 

Joint venture com a Yahsat


No final de 2019, a Hughes do Brasil anunciou uma joint venture com a Al Yah Satellite Communications Company (Yahsat), líder mundial em operações satelitais, baseada nos Emirados Árabes Unidos e controlada pela Mubadala Investment Company (Mubadala). A joint venture aliou as décadas de experiência da Hughes em oferecer serviços satelitais no Brasil com o forte posicionamento da Yahsat na região.
 

Além de fornecer internet pelos satélites Hughes 65 West e Hughes 63 West, a Hughes do Brasil também passou a utilizar o Hughes 20 West, via payload de banda Ka do Al Yah 3. 

Compartilhe

veja mais


Os cookies armazenam informações sobre sua navegação em nosso site para que ela seja mais personalizada. Se você optar por bloqueá-los algumas funcionalidades poderão não funcionar. Clique aqui e saiba mais .

Fechar